trem-anima

 

No lusco-fusco de uma pandemia que destrói nosso cotidiano, a fogueira de São João alumia a esperança do povo nordestino que, dizia Euclides da Cunha, é, antes de tudo, um forte. Nosso povo não vê a hora de superar tudo isso, voltar a dançar forró, quadrilha, assar milho na fogueira e de abrilhantar as suas tradições.

Nesta segunda-feira (28), a Superintendência de Trens Urbanos de Maceió (CBTU/Maceió), fomentou ações de memória, cultura e entretenimento, abrindo a Maria Fumaça Thérese para visitação do público, trazendo eventos de tradição junina para a Estação Central de Maceió e realizando uma viagem no Trem do Forró entre as Estações Central e Bom Parto.

 

O reavivamento do Trem do Forró foi possível devido a uma parceria com a Prefeitura Municipal de Maceió, através da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), que disponibilizou o Trio de Forró Tonho da Real para apresentação que durou mais de uma hora, e ocorreu na Estação Central e no interior do VLT, junto a dançarinos caracterizados de quadrilha. Segundo a presidenta da FMAC, Mírian Monte, “é fundamental tornar eventos como esse, nos trens, rotineiros no dia a dia da cultura maceioense”.

 

São joão I

 

Em seguida a animação se deu com o brincante Eron Pisa, seu trio de forró e dançarinos, que animou o final da tarde da Estação Central de Maceió com forró tradicional e uma apresentação que homenageou o Trem do Forró. Para Eron Pisa “é importante celebrar o Trem do Forró, é tradição, tá no sangue, é parte viva da cultura de Alagoas”.

____________________

No dia de São Pedro, Feriado de Floriano Peixoto, a CBTU/Maceió não terá operação, retomando normalmente no dia seguinte.

 

Publicado em 28/06/2021
Por Sandro Regueira, ASCOM/COMAK